Programa UC Pernambuco

Equipe do Programa UC Pernambuco apresenta plano de trabalho para reservas florestais urbanas em Abreu e Lima e Paulista

Com transmissão ao vivo pelo YouTube, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS), promoveu, na manhã desta quinta-feira (23), mais uma rodada de webinários de lançamento do Programa UC Pernambuco nos territórios. Desta vez, foi apresentado o plano de trabalho para as três unidades de conservação (UCs) que estão localizadas nos municípios de Abreu e Lima e Paulista (Florestas Urbanas (FURB) Mata de São Bento, Mata de Jaguarana e Mata do Janga).


Para essas três reservas florestais urbanas do “Agrupamento Metropolitano Norte”, os trabalhos começam pela coleta de informações para criação de diagnósticos socioambientais participativos, passando pela elaboração de planos de manejo específicos e implementação de conselhos gestores para cada UC. Além disso, também serão realizados estudos que apontem oportunidades de criação de corredores ecológicos para essas áreas.

De acordo com a secretária executiva de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, Inamara Mélo, o Programa UC Pernambuco é uma iniciativa que precisa ser reconhecida e valorizada por todas as pessoas que defendem o meio ambiente no estado. “Com esse projeto vamos ampliar nosso olhar sobre o território. Esses planos de manejo são um passo para implementação de políticas de conservação ambiental, mantendo os benefícios ecológicos e vocação dessas áreas para usufruto da população”, afirmou.

“A expectativa é enorme, mas isso vai depender muito da mobilização e participação das prefeituras, dos cidadãos, das entidades e organizações sociais para que possamos obter um êxito ainda maior com esse programa”, completou Inamara.

Além de integrantes da SEMAS/PE e da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), o evento contou, ainda, com a participação de representantes do Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep), empresa contratada para executar o projeto, da Sistêmica Consultoria, instituição que ficará responsável pela mobilização social e por trabalhar os diagnósticos, que subsidiarão as demais etapas do projeto, apontando elementos fundamentais para os Planos de Manejo de cada UC, das prefeituras dos municípios envolvidos e de membros da sociedade civil.

PROGRAMA – O Programa UC Pernambuco recebe investimentos na ordem de R$ 4,7 milhões, recursos provenientes da compensação ambiental arrecadados pela CPRH. Ele prevê a elaboração e revisão de Diagnósticos Socioambientais Participativos, Planos de Manejo e implantação de Conselhos Gestores, além da indicação de oportunidades de criação de Corredores Ecológicos. A iniciativa contempla mais de 40 UCs em áreas dos biomas Caatinga e Mata Atlântica e ecossistemas associados, que estão divididas em agrupamentos para execução do programa.

AGENDA – O programa ainda abrirá novas frentes de ação em setembro. Está prevista a realização de oficinas no dia 29 para as UCs do Agrupamento Canal de Santa Cruz, no Litoral Norte; e no dia 30 para as reservas do Agrupamento de Aldeia. Já em outubro, os trabalhos vão ganhar mais tração. Haverá encontros para apresentar os trabalhos nos Agrupamentos Metropolitano Oeste e Metropolitano Sul.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *